Quando não entendemos



O que podemos observar na história da humanidade é que, muitos fatos contribuíram para que o ser humano desenvolvesse sua faculdade do pensar. Muitos filósofos munidos da necessidade de explicar os fenômenos da natureza, ou a complexidade da mente humana entre outros, percorreram caminhos da investigação buscando provas contundentes que às comprovassem. Esta iniciativa é louvável e compreendida se analisarmos no âmbito natural. Mas tratando-se de um nível mais excelente, sublime e espiritual, o uso desta fórmula nem sempre é suficiente.

Temos que nos voltar para a realidade que o mundo tem seu curso, mas nós cristãos não somos deste mundo. Por mais que muitos procurem entender e explicar tudo, nós temos que saber que muitas coisas são mistérios de Deus em nossa vida. Sabemos sobre o plano da Salvação, das Leis, dos mandamentos em geral, mas não sabemos como Deus trabalha e nossa visa. Quem não tem uma pergunta que seja sem resposta? Quem nunca disse por que Deus? Esta é a nossa realidade, o que nos faz a cada dia depender mais de quem sabe, Deus.

Tendo como base a Bíblia Sagrada, podemos de modo muito claro observar que os homens de Deus tiveram que aprender a confiar, e crer, mesmo não vendo, mesmo não sentindo, mesmo não tendo evidências que lhe trouxessem explicações de segurança.

O patriarca Abraão foi provado no abandonar tudo e caminhar para uma terra não conhecida, mas prometida pelo seu Senhor.
Jó, também quando foi provado, não entendia, mas pelas suas declarações podemos comprovar que ele entendeu que quando andamos com Deus, não podemos ir por vista, mas pela fé, porque não podemos entender a mente do Senhor, muito menos desvendar seus mistérios, ao menos que nos explique.

Hebreus cap 11:1, o autor nos ensina como caminhar, não por vista, mas pela fé e nos versículos que decorrem o capítulo, vemos biografias de homens que remaram contra a maré, mas alcançaram uma mais excelente coroa, um mais excelente galardão.

Baseados nas Sagradas Escrituras podemos definitivamente fixar uma estaca na qual deve ser um de nossos principais fundamentos; “Deus trás a existência aquilo que não há, como se já existisse” (Rm 4:17 b).

Definitivamente proponho, que vivamos uma vida não por vista, mas crendo que Deus faz o que quer, da maneira que quer, no tempo que quer e para quem Ele quiser, sem precisar de nenhum conselho. O que nos basta é crer e confiar.


A algo que você não entende? Entregue a Ele. Há perguntas sem respostas? Espere Nele. Não consegue enxergar uma saída? Deixe a mão de Deus lhe guiar. 

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima